No trimestre terminado a 30 de setembro, a gigante de Redmond registou 5,24 mil milhões em lucro e 18,53 mil milhões de dólares em volume de negócios.

Os valores representam ambos crescimentos face, respetivamente, aos 4,47 mil milhões de dólares e 16,01 mil milhões de dólares – embora as receitas tenham baixado na comparação com os três meses anteriores.

O desempenho do pacote de produtividade Office e do negócio de software para servidores, compensou a debilidade registada no sistema operativo Windows.

As receitas do Surface cresceram para os 400 milhões de dólares, muito provavelmente ajudadas pela política de corte de preços nos modelos mais antigos.

No geral, e apesar da baixa de 7% nas vendas do Windows, a divisão de Devices and Consumer registou 7,46 mil milhões de receita, num aumento geral de 4%.

No setor empresarial a subida do volume de negócio foi de 10%, para os 11,20 mil milhões.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.