A Novabase obteve resultados líquidos de 2,5 milhões de euros nos primeiros três meses de 2012, valor representativo de um crescimento de 12%.



O volume de negócios caiu 10%, no período em análise, para os 53,7 milhões de euros, "devido à contração do negócio em Portugal na componente de produto", refere a empresa em comunicado.



Já o EBITDA, ou cash flow operacional, cresceu 8,4%, para os 5,3 milhões de euros, apesar da "enorme pressão conjuntural nos preços".



A tecnológica destaca a subida registada na área de serviços, num valor superior a 5%, "representando já perto de dois terços do negócio total".



Entre janeiro e março, a atividade internacional representou cerca de 24%, "valor em linha com os objetivos que traçámos para o ano", salienta Luís Paulo Salvado, CEO da Novabase.



Para 2012, a empresa prevê que envolvente macroeconómica "se mantenha muito desfavorável e incerta", embora reitere a aposta na "preservação da posição no mercado nacional" e também no crescimento internacional, onde espera que venha a representar 25% da actividade da empresa.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.