Durante o primeiro trimestre deste ano a Sonaecom obteve um volume de negócios de 202,5 milhões de euros, 6,2% abaixo do registado no período homólogo, refletindo uma diminuição nas receitas de serviços - na ordem dos 3,5% - e na venda de equipamentos, que no período em análise recuaram 29,8%.



No relatório enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários a Sonaecom explica que a evolução negativa registada ao nível das vendas de equipamentos é essencialmente um reflexo do fim do Programa e-iniciativas. Na Optimus as vendas de equipamentos terão aumentado no período.



Os lucros da Sonaecom, por seu lado, aumentaram fixando-se nos 17 milhões de euros, mais 24,3% que no período homólogo. O EBITDA atingiu os 60,3 milhões de euros.



Durante os três primeiros meses do ano os números também mostram que a Sonaecom investiu mais 8,7% que no período homólogo, um reforço canalizado para o negócio móvel, seja na redução da dependência das infraestruturas de terceiros, seja na implementação do 4G. Entre janeiro e março o Capex operacional atingiu os 25,6 milhões de euros.



Base de clientes da Optimus mantém-se estável

Entre janeiro e março a base de clientes da Optimus, principal ativo da Sonaecom, manteve-se estável, crescendo apenas 0,1%, para pouco mais de 3,6 milhões de subscritores, ainda que em termos líquidos a empresa tenha perdido 29,5 mil clientes nos três meses em análise.



Os pré-pagos continuam a dominar (perto de 2,4 milhões), embora tenha sido no universo de clientes pós-pagos que a empresa cresceu. As receitas de dados representam 31,3% do total, também sem grandes variações face ao período homólogo.
A receita média mensal por cliente decresceu 4,9% para 12 euros.



A Optimus obteve no período em análise um volume de negócios de 131,5 milhões de euros, menos 4,3% que nos primeiros três meses do ano passado. As receitas de serviços caíram 4,8%.



No negócio fixo a empresa faturou 53,4 milhões de euros, menos 2,3% que no ano passado, sendo que aqui o número de clientes caiu. A operadora perdeu 8,8% dos acessos para 363.965 clientes.



No que se refere às perspetivas e áreas estratégicas para 2012, a empresa destaca o desenvolvimento da rede 4G e a expansão internacional das áreas de sistemas de informação, onde assume lugar de destaque a WeDo Technologies, que adquiriu no mês passado naquele mercado a Connectiv Solutions, reforçando posição e potenciando mais negócio.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico




Cristina A. Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.