A JP Sá Couto vai exportar o Magalhães também para a Líbia. A informação foi confirmada por um dos administradores da empresa que fabrica os portáteis destinados às crianças em idade escolar.

Em declarações prestadas ontem à Lusa, Jorge Sá Couto, avançou que o memorando de entendimento entre a JP Sá Couto e a empresa estatal líbia Electronic General Company foi assinado quarta-feira e prevê o fornecimento de computadores, formação técnica e ainda a construção de uma unidade de assistência técnica.

O responsável adiantou ainda que o investimento global de ambas as empresas "ascende a pelo menos cinco milhões de euros", correspondente a um milhão de computadores.

Abril é a data agendada para a assinatura do contrato para fornecimento de, no mínimo, um milhão portáteis Magalhães. O acordo prevê também a formação de técnicos, para desenvolvimento de software e acabamentos de produto, e a construção de uma unidade de montagem e assistência técnica no país.

Os primeiros 250 mil computadores poderão chegar às escolas líbias em Setembro e os restantes ficarão disponíveis num prazo máximo de quatro anos lectivos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.