A In-Stat prevê que em 2010 o mercado de equipamentos WiMax valha 3,2 mil milhões de dólares, contra os 42 milhões de dólares estimados para o final deste ano (entre estações base e equipamentos terminais), isto caso os preços dos equipamentos desçam de uma média de 500 dólares por subscritor (valor médio actual), para cerca de 100 dólares.



Numa estimativa mais moderada a consultora aponta para um mercado de 19 milhões de dólares em 2005 e 2,1 mil milhões em 2010.



A In-Stat vê o WiMax como uma excelente oportunidade para expandir os mercados de banda larga fixo e móvel pelas suas vantagens ao nível dos custos, flexibilidade e portabilidade.



A consultora acredita que estas características permitirão aos players desta área ganhar quota de mercado aos operadores de tecnologias mais tradicionais.



A consultora refere no entanto que o grande desafio para que o WiMax possa vingar passa também harmonização das regras do uso do espectro, por forma a permitir que os fabricantes de equipamentos possam avançar com a produção em massa e a baixos custos de equipamentos compatíveis.



Notícias Relacionadas:

2004-12-13 - WiMax vai concorrer directamente com DSL e 3G


2005-02-23 - WiMax com potencial para transformar mercado das telecomunicações

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.