O mercado dos jogos para telemóveis vai passar a gerar 7,6 mil milhões de dólares de receitas em 2010, contra os 1,2 mil milhões actuais, assegurados pelos 201 milhões de utilizadores deste tipo de serviços. O estudo "Mobile Gambling", da Informa Telecoms & Media, considera que grande parte da receita será proveniente das apostas, nomeadamente da lotaria.

"Actualmente, os jogos móveis geram receitas significativas, mas ainda existe espaço para um crescimento acentuado nos próximos anos", diz Stuart Dredge, autor do relatório.

O estudo identifica três tipos de jogos chave: apostas desportivas, lotaria e jogos de casino. A lotaria ou jogos de sorte e azar serão os mais populares nos próximos cinco anos, seguidos do acesso aos casinos, particularmente os casinos online que deverão tornar a sua oferta móvel. O aumento das apostas desportivas também vai merecer destaque, apesar de traduzirem um nicho face aos outros dois segmentos de mercado.

As previsões da Telecoms & Media afirmam que a Europa concentrará o maior número dos apostadores, chegando a representar 3,2 mil milhões de dólares do total gasto em 2010. Logo atrás segue-se a região da Ásia Pacífico, com 2,7 mil milhões de dólares.

Todavia, para alcançar esta meta, os operadores e as companhias que correm aos serviços de jogos móveis terão de enfrentar alguns obstáculos culturais, tecnológicos e legislativos.

Notícias Relacionadas:

2005-08-01 - Mercados emergentes impulsionam vendas de equipamentos móveis no segundo trimestre

2005-05-22 - Utilizadores móveis devem ultrapassar os 2,14 mil milhões este ano

2005-04-07 - Receitas de mensagens móveis crescem pouco até 2010 apesar de aumento acentuado no tráfego

2005-03-11 - Mercado de jogos móveis deverá crescer 78% em 2005

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.