O mercado europeu de computadores manteve, durante o último trimestre deste ano, a tendência de crescimento que já vinha apresentando. De acordo com os últimos dados da IDC para a EMEA (Europa, Médio Oriente e África), as encomendas de PCs aumentaram 10,5 por cento face ao mesmo período do ano passado.

Apesar do crescimento não ter sido tão forte como o verificado na primeira metade de 2010, entre Julho e Setembro, foram expedidas 27,8 milhões de unidades, nos mercados das três regiões.

O desempenho ficou ligeiramente abaixo das expectativas no que respeita à Europa Ocidental, que nos últimos três meses apenas cresceu 0,5 por cento face ao período homólogo, afirma a consultora.

A desaceleração terá sido motivada pela procura, inferior ao previsto, de netbooks, que provocou uma queda de 25 por cento nas encomendas. O fenómeno contou com o contributo dos novos tablets, que captaram o interesse dos consumidores do segmento, arriscam os analistas.

Ainda assim, os portáteis, globalmente considerados, continuam registar desempenhos positivos, com o número de encomendas a crescer 10,1 por cento.

Na análise por marcas mais vendidas, a Acer recupera a liderança da tabela, com uma quota de 21,6 por cento e 5,990 milhões de unidades, apesar do maior crescimento face ao mesmo período do ano passado ser registado pela Lenovo (61,1%), cuja quota de mercado continua a ser a mais pequena: 5,9 por cento este trimestre.

O segundo lugar do ranking pertence à HP, que despachou 5,320 milhões de PCs, tendo 19,2 por cento do mercado por sua conta e apresentando um crescimento de 5,6 por cento face ao período homólogo. Dell e Asus ocupam os restantes lugares.

[caption]fonte: IDC[/caption]

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.