A Microsoft e a Nuance Communications anunciaram o acordo definitivo para a aquisição da tecnológica pioneira em software de reconhecimento de voz e mais recentemente focada na indústria da saúde. O acordo final é o pagamento de 56 dólares por ação, numa transação geral de 19,7 mil milhões de dólares para juntar a Nuance à família da Microsoft. Esta é a segunda maior aquisição de sempre da gigante de Redmond, depois da compra do LinkedIn em 2016 por 26 milhões de dólares.

A Nuance é uma das empresas mais experientes na área de investigação de tecnologia de inteligência artificial no reconhecimento de voz, sendo conhecida por ajudar a Apple a criar o software do assistente inteligente Siri. Mas essa não é a principal razão de interesse na aquisição. A Nuance tem vindo a dedicar a sua plataforma de IA ao sector da saúde, como por exemplo, na criação de software que ajuda a automatizar os relatórios radiológicos, ajudando os médicos a ditar as suas anotações clínicas durante a observação dos pacientes.

Em suma, a empresa aliviou o peso das documentações clínicas através das suas soluções, ajudando os doutores a oferecerem melhores serviços aos seus pacientes. É referido que as suas soluções já são usadas por mais de 55% dos médicos e 75% dos radiologistas nos Estados Unidos, e adotado por 77% dos hospitais do país.

“A Nuance é uma líder de confiança em cloud e software de IA, representando décadas de experiência na área da saúde e IA empresarial”, descreve a Microsoft no comunicado. O CEO da Nuance, Mark Benjamin, continuará à frente da empresa, reportando diretamente ao vice-presidente executivo de cloud e IA da Microsoft, Scott Guthrie. O negócio deverá ser fechado no final do ano.

A aquisição, nas palavras da própria gigante tecnológica, é acelerar a sua oferta de cloud às novas oportunidades que estão a surgir na área da saúde. Em 2020 a Microsoft introduziu a Cloud For Healthcare, que visa acompanhar a rápida transformação e crescimento da indústria da saúde, muito impulsionada pela investigação de vacinas para a COVID-19. E a aquisição da Nuance é um ponto-chave nessa estratégia. Nas palavras do CEO da Microsoft, Satya Nadella, “IA é a tecnologia com maior prioridade, e a saúde é a mais urgente aplicação”.

A Nuance foi fundada em 1992 em Massachusetts, contando com 1.600 empregados a nível global e com presença ativa em 28 países. Considerando a sua posição de quase 80% nos hospitais dos Estados Unidos, a aquisição da empresa vai permitir a expansão da Microsoft na área da saúde. A Nuance passa também a aceder às ofertas de cloud Azure da Microsoft, numa parceria que já durava desde 2019.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.