Respondendo à procura do mercado, a Microsoft Portugal está a reforçar a área de serviços, que já absorve actualmente cerca de metade dos recursos humanos da subsidiária portuguesa. As directivas internacionais da Microsoft apontam também para uma maior aposta nesta área, procurando uma maior proximidade aos clientes que ao mesmo tempo se reflecte no desenvolvimento de produtos que respondem às necessidades das empresas e garantem uma gestão simplificada.



Luis Azeredo, Director da Unidade de Serviços da Microsoft Portugal, explicou hoje ao TeK que a área que lidera iniciou já a reestruturação que se reflecte nos Serviços Premier, prestados ao mercado empresarial, e na Consultoria, mas também na introdução das Services Delivery Solutions vocacionadas para o acompanhamento das necessidades de estabilização e optimização das infra-estruturas de TI em aplicações específicas.



"Estamos a assumir maior responsabilidade junto dos clientes", reforça Luis Azeredo, destacando que esta estratégia responde às exigências das próprias empresas e que é sempre articulada com parceiros nesta área. Na área empresarial a Microsoft acompanha já a grande maioria dos principais grupos, mas quer ainda alargar esta presença.



O Director da área de serviços da Microsoft Portugal admite que até há pouco tempo as empresas não tinham ainda percebido a importância de gerir de forma eficiente os sistemas distribuídos e não consideravam esta área crítica dentro das suas infra estruturas de TI, uma situação que se equipara ao cenário internacional. Actualmente o enfoque está a mudar mas "há ainda muito a fazer", refere.



“Na maioria das vezes as empresas não estão a extrair o valor de que necessitam da infra-estrutura que têm implementada”, esclarece Luís Azeredo. A tendência é por isso para crescer “acima de dois dígitos” durante este ano, sobretudo na área de Serviços Premier, mas visando já crescimentos sustentados para os próximos três anos, adianta.




Contrariamente do que tem vindo a ser contestado em relação a esta nova abordagem da Microsoft, o reforço da área de serviços será sempre feita em conjunto com os parceiros e não substituindo o seu papel, esclarece Luís Azeredo. Essa filosofia é já aplicada pela empresa nos contratos que mantém na área de serviços e será conservada, adianta o responsável.

Notícias Relacionadas:
2005-03-31 - Microsoft anuncia nova versão do Navision localizada para português
2004-12-12 – Entrevista: "Quero que em dez anos os nossos clientes esqueçam a complexidade da gestão de sistemas"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.