A Microsoft entregou nos tribunais norte-americanos um novo recurso relativo à decisão que a impede de comercializar as versões de 2003 e 2007 do Word a partir desta segunda-feira, naquele país.

A gigante da informática pediu nova audiência face ao caso de infracção de patente com a canadiana i4i, porque acredita que a decisão estabelece precedentes perigosos para futuros casos do género.

No recurso apresentado, "detalhamos os conflitos que a decisão de 22 de Dezembro pode criar (…) e mostramo-nos preocupados com o facto da decisão poder diminuir a autoridade dos juizes na aplicação de salvaguardas em futuros casos de violação de patentes", referem os responsáveis da Microsoft numa nota, citada pela PC World.

Entretanto, a empresa fez igualmente saber que irá cumprir a penalização imposta, e suspender a comercialização do Word a partir desta segunda-feira, dia 11 de Janeiro.

Esta é a segunda vez que a Microsoft tenta inverter uma decisão dos tribunais norte-americanos que vem de Junho e que acabou por ser confirmada em Dezembro último, com a condenação da gigante de informática ao pagamento de uma multa de 290 milhões de dólares e à alteração do seu processador de texto que contém a tecnologia patenteada e consequente proibição de venda do mesmo enquanto as modificações não forem feitas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.