A Microsoft poderá estar a apoiar financeiramente a Cyanongen. Segundo fontes do The Wall Street Journal, a gigante de Redmond, responsável pela implementação do sistema operativo Windows em smartphones, tablets e PCs, tornou-se recentemente investidora minoritária da startup que fabrica versões modificadas do Android e que já manifestou a vontade de quebrar totalmente a sua dependência para com o software da Google.

Apesar de nenhuma das partes ter aceitado prestar declarações ao jornal norte-americano, estima-se que o investimento por parte da Microsoft na Cyanogen terá sido na ordem dos 70 milhões de dólares.

Atualmente, a companhia responsável por alterar ligeiramente algumas definições de raiz do Android, gera investimentos de centenas de milhões de dólares e é constituída por uma equipa de 80 pessoas, para além dos 9 mil programadores voluntários, o que prova a atenção que lhe é dada no mercado.

Esta semana, o CEO da empresa, Kirt McMaster, já demonstrou a vontade de quebrar a ligação que a Cyanogen tem relativamente ao Android pelo facto de este ser um sistema operativo "não tão open source como dizem", argumentando com as várias aplicações que são instaladas de raiz - e impossíveis de eliminar - pela tecnológica liderada por Larry Page.

Esta já não é a primeira vez que a Microsoft olha para o sistema operativo móvel da Google como uma oportunidade de negócio, o que leva alguns analistas e investidores a questionarem a estratégia da tecnológica no mundo dos smartphones. Por exemplo, em março do ano passado o Nokia X chegou ao mercado equipado com uma versão personalizada do Android, embora bastante limitado no que aos serviços da Google dizem respeito.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.