A Microsoft poderá estar a apoiar financeiramente a Cyanongen. Segundo fontes do The Wall Street Journal, a gigante de Redmond, responsável pela implementação do sistema operativo Windows em smartphones, tablets e PCs, tornou-se recentemente investidora minoritária da startup que fabrica versões modificadas do Android e que já manifestou a vontade de quebrar totalmente a sua dependência para com o software da Google.

Apesar de nenhuma das partes ter aceitado prestar declarações ao jornal norte-americano, estima-se que o investimento por parte da Microsoft na Cyanogen terá sido na ordem dos 70 milhões de dólares.

Atualmente, a companhia responsável por alterar ligeiramente algumas definições de raiz do Android, gera investimentos de centenas de milhões de dólares e é constituída por uma equipa de 80 pessoas, para além dos 9 mil programadores voluntários, o que prova a atenção que lhe é dada no mercado.

Esta semana, o CEO da empresa, Kirt McMaster, já demonstrou a vontade de quebrar a ligação que a Cyanogen tem relativamente ao Android pelo facto de este ser um sistema operativo "não tão open source como dizem", argumentando com as várias aplicações que são instaladas de raiz - e impossíveis de eliminar - pela tecnológica liderada por Larry Page.

Esta já não é a primeira vez que a Microsoft olha para o sistema operativo móvel da Google como uma oportunidade de negócio, o que leva alguns analistas e investidores a questionarem a estratégia da tecnológica no mundo dos smartphones. Por exemplo, em março do ano passado o Nokia X chegou ao mercado equipado com uma versão personalizada do Android, embora bastante limitado no que aos serviços da Google dizem respeito.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.