Trinta e um milhões de dólares, é quanto a Motorola Mobility vai gastar em indemnizações a trabalhadores dispensados e custos inerentes ao encerramento de instalações, para pôr em prática o acordo que prevê a aquisição pela Google.

O plano prevê o despedimento de 800 trabalhadores, aos quais estão reservados 27 milhões dólares de indemnizações. Os restantes 4 milhões de dólares vão cobrir a necessidade de encerramento de instalações da fabricante de telemóveis que passará a ser propriedade da gigante das pesquisas.

Segundo avança a imprensa internacional, o plano foi aprovado no final deste mês pela U.S. Securities and Exchange Commission, que regula o mercado norte-americano de valores imobiliários.

A concretização do negócio, anunciado em agosto, está agendada para 17 de novembro, altura em que o negócio será submetido a votação por parte dos acionistas da empresa.

Para a Google, a aquisição representa o acesso a um importante portefólio de patentes de comunicações móveis - capazes de eliminar algumas das ameaças que pendem sobre o Android - e a possibilidade de entrar no negócio do hardware.

O CEO da gigante das pesquisas já tinha afirmado que iria usar as mais de 17.000 patentes para proteger aqueles que usam o sistema operativo móvel da empresa em eventuais disputas legais contra rivais como a Apple e a Microsoft.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.