A partir da próxima primavera a Nokia Siemens Networks (NSN) vai pela primeira vez abrir o seu capital ao mercado, prevendo colocar cerca de 700 milhões de euros em obrigações, como parte da sua estratégia de entrada em bolsa e de recuperação económica.


De acordo com o Financial Times, que cita fontes internas desta joint-venture, a emissão de obrigações terá como objetivo o abatimento da dívida e servirá de teste ao comportamento dos mercados relativamente a uma possível entrada em bolsa da NSN.


As mesmas fontes justificam esta emissão de obrigações como mais um passo na inversão dos resultados da NSN, que está a apostar no mercado das infraestruturas de telecomunicações 4G para recuperar quota de mercado, sobretudo na Europa.


A recuperação da NSN, entretanto ultrapassada pelas asiáticas Huawei e ZTE no segmento das infraestruturas de telecomunicações em território europeu, tem assentado na redução de custos e no aumento das margens nos equipamentos de rede.


Com base nos resultados obtidos após estas decisões, analistas de mercado citados pelo Financial Times referem que a Nokia Siemens Networks se tornou numa "proposta atrativa" para os mercados, estimando um valor total da joint-venture em cerca de 5 mil milhões de euros.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.