A Novabase está a estudar as possibilidades de crescimento orgânico, abertura a novas competências e aquisições, adiantou à agência Reuters Luís Salvado, CEO da tecnológica nacional.

"Estamos a aproveitar o momento para investir, quer no crescimento orgânico e desenvolvimento de novas competências quer em eventuais aquisições que reforcem a nossa estratégia", disse aquela fonte, lembrando que a crise será um processo de selecção natural que permitirá que os players mais fortes saiam reforçados deste período.

As aquisições em vista deverão completar as competências da tecnológica, dando-lhe acesso a contratos de outsourcing, como departamentos de informática de clientes ou respectivos spin-offs.

As empresas com ofertas muito especializadas em sistemas core, nomeadamente em mercado onde a Novabase quer crescer muito depressa - como a energia e os transportes - são outro dos alvos em vista.

Em Fevereiro a empresa já tinha definido que queria reforçar o investimento nestas duas áreas, assim como alargar a sua presença internacional.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.