A NTT DoCoMo optou por não exercer o direito de compra de 2.500 milhões de euros em novas acções da sua parceira europeia KPN Mobile, reduzindo deste modo a sua participação na operadora holandesa de 15 para 2,2 por cento.



Em comunicado oficial datado de hoje, a KPN Mobile garantia que a parceria estratégica com a NTT DoCoMo não seria afectada nem alterada pela decisão anunciada.



A empresa nipónica havia adquirido os 15 por cento da KPN Mobile em Maio de 2000 por 400 mil milhões de ienes (cerca de 3,2 mil milhões de euros no câmbio actual). A decisão da NTT DoCoMo surge depois da depreciação dos seus activos na Europa e nos Estados Unidos.



A entrada da NTT na KPN Mobile supôs a importação para a Europa da experiência local da operadora japonesa em serviços interactivos através de telefonia móvel, comercializados sobre a denominação i-mode.



Actualmente o i-mode está disponível na Holanda, Alemanha, Bélgica e França e a NTT DoCoMo estabeleceu recentemente um acordo com a Telefónica Móviles para introduzir esse mesmo sistema na Espanha.



Notícias Relacionadas:

2002-12-05 - DoCoMo vê na Europa crescimento exponencial para o i-mode
2002-07-25 - Telefónica Móviles avança com i-mode e congela investimentos UMTS na Europa
2002-07-14 - NTT DoCoMo quer mais subscritores europeus do serviço i-mode

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.