A Oracle vai ter de pagar 3.000 milhões de dólares por danos e prejuízos à Hewlett Packard Enterprise (HPE), de acordo com uma decisão dos tribunais norte-americanos. O caso já tem alguns anos e está relacionado com os processadores para servidores Itanium.

O júri do tribunal da Califórnia deu razão à HP ao considerar que a Oracle violou os termos de um contrato quando em 2011 decidiu suspender o desenvolvimento de software e bases de dados para os servidores da Hewlett Packard que funcionavam com microprocessadores Itanium.

“A decisão da Oracle de cessar o desenvolvimento de software para a plataforma Itanium em março de 2011 foi uma clara quebra de contrato que causou sérios danos à HP e aos seus clientes”, sublinha a Hewlett Packard Enterprise – que resultou da divisão, em novembro, do grupo Hewlett Packard – em comunicado.

A decisão foi a segunda grande derrota em tribunal da Oracle em cerca de um mês, depois desta ter perdido um veredito para a Google sobre a utilização da tecnologia Java na criação do Android.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.