A Oracle decidiu aumentar em dois mil milhões de dólares o valor da sua proposta para a aquisição hostil da rival PeopleSoft, numa última tentativa para ganhar uma batalha com mais de oito meses.




A oferta aumentou dos 19,50 dólares para os 26 dólares por acção, fazendo crescer o valor total para os 9,4 mil milhões em dinheiro, quando a última oferta se situava nos 7,25 mil milhões de dólares. O prazo foi igualmente alargado de 13 de Fevereiro para 12 de Março.




"Este é o nosso preço final", afirmou Jeff Henley, presidente do conselho de administração e director financeiro da Oracle, citado pela France Press. "Aconselhamos os directores da PeopleSoft a considerarem seriamente a nossa oferta e a considerarem os interesses dos accionistas", acrescenta.




A PeopleSoft já descreveu a tentativa de takeover da Oracle como "destruidora" para o valor da empresa, enquanto a Oracle por sua vez acusa o conselho de administração da PeopleSoft de não colocar os interesses dos accionistas em primeiro.




No mês passado, a Oracle nomeou cinco directores independentes para o conselho de administração da PeopleSoft, que serão votados numa reunião anual da PeopleSoft, marcada inicialmente para Maio, mas que antecipadamente terá lugar a 25 de Março. Ao mesmo tempo, a gigante do software empresarial apresentou igualmente uma proposta de alargamento ao conselho de administração, que passaria de oito para nove membros.




"A Oracle continua absolutamente comprometida em finalizar este acordo em termos que beneficiem os accionistas de ambas as empresas. "Esperamos que a transacção resulte numa poupança substancial de custos, seja um factor de crescimento logo no primeiro ano - excluindo amortização de intangíveis - e envolva riscos de integração mínimos", referiu Jeff Henley.




Entretanto, aguardam-se ainda as decisões do Departamento de Justiça norte-americano - que será conhecida a 12 de Março - e da Comissão Europeia quanto ao impacto da compra no mercado concorrencial.




"Acreditamos que esta aquisição é pro-concorrencial, irá beneficiar os clientes de ambas as empresas e fará da Oracle uma empresa ainda mais lucrativa", defende Jeff Henley.




A primeira proposta de aquisição hostil da Oracle à PeopleSoft foi de 6,3 mil milhões de dólares em Junho de 2003. O valor subiu depois para os 7,5 mil milhões de dólares quando a PeopleSoft adquiriu a rival J.D. Edwards, no mês seguinte.





Notícias Relacionadas:

2004-01-12 - CE adia novamente decisão sobre proposta de aquisição da Oracle à PeopleSoft


2003-11-18 - CE dilata prazo de avaliação para tentativa de aquisição da PeopleSoft

2003-10-13 - Oracle alarga prazo para aquisição hostil da PeopleSoft


2003-07-27 - Oracle aumenta proposta de compra da PeopleSoft para 7,5 mil milhões de dólares

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.