Foi ontem confirmado ao mercado através de aditamento a facto relevante, a alienação de 100 por cento do capital social da Futursis à Multipessoal, do grupo BES, por parte da ParaRede. A empresa havia já emitido um comunicado ao mercado na passada segunda-feira sobre esta transacção.




Segundo o comunicado, o preço global de venda é de 4,5 milhões de euros que se refere a uma detenção de 50 por cento de acções representativas do capital da Rumos pela Futursis. As demais acções detidas pela Futursis serão entregues aos accionistas fundadores da Rumos sendo a ParaRede liberta de todas as responsabilidades.





A ParaRede afirma que esta transacção permite financiar a continuidade do Programa de Reestruturação e ainda dotar o grupo "do fundo de maneio necessário para a intensificação e dinamização em curso da área comercial". Com a venda das participações na Futursis, a "ParaRede refocaliza a sua actuação e concentra os seus recursos no seu core business - Integração de Sistemas de Informação (Business Integration) -, confirmando este como o seu domínio central de competências", refere-se em comunicado.





A Futursis havia sido adquirida em Dezembro de 1999 embora a sua integração tenha ocorrido apenas em 2000 e compreende a empresa de formação Rumos. Esta área não tinha sido inicialmente referenciada como susceptível de venda, ao contrário dos negócios ligados à Internet, no âmbito de reestruturação da ParaRede.





As empresas deverão manter um acordo de colaboração de serviços, garantindo a ParaRede e a Rumos uma continuidade de negócios nas áreas de Formação e Outsourcing

de recursos humanos.




Notícias Relacionadas:

2002-10-03 - Multicert adquire totalidade do capital da Certipor

2002-05-21 - Pararede estabelece acordo com Siemens Portugal

2001-10-30 - Pararede prossegue na alienação de negócios B2C

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.