A Tesla pode ter encontrado uma "mina de ouro" na indústria das bebidas. Depois de registar uma grande encomenda da parte da Anheuser-Busch, que reservou 40 camiões elétricos à empresa de Elon Musk, a fabricante automóvel recebeu agora um novo pedido por parte da PepsiCo, que pretende juntar 100 destes veículos à sua frota de distribuições.

A Pepsi terá de pagar um sinal de 20 mil dólares por cada um destes Tesla Semi, ficando assim com uma conta inicial de 2 milhões de dólares. Se o preço de venda ao público do camião atingir os 150 mil dólares, a empresa acabará por pagar qualquer coisa como 15 milhões de dólares.

Super camião da Tesla trouxe novo Roadster de 200.000 dólares a reboque
Super camião da Tesla trouxe novo Roadster de 200.000 dólares a reboque
Ver artigo

"A PepsiCo tenciona colocar os Tesla Semi nas rotas mais curtas de distribuição de snacks e bebidas entre os pontos de fabrico, de distribuição e de venda num raio de 800 quilómetros, o máximo prometido pelo CEO da Tesla, Elon Musk", disse, à Reuters, um dos responsáveis pela empresa.

"Os camiões vão complementar a frota da PepsiCo nos Estados Unidos, que já conta com quase 10.000 veículos, e vão ser um ponto fulcral nos planos que a empresa tem para reduzir, em pelo menos 20%, as emissões atuais de gases de efeito estufa", afirmou Mike O'Connell.

Desde o anúncio oficial, que foi feito no passado mês de novembro por Elon Musk, a Tesla já recebeu encomendas por parte de grandes empresas mundiais, como foi o caso da Walmart e da DHL. A data de entrega dos camiões, contudo, ainda não está definida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.