Durante o ano de 2010 foi pirateado software no valor de 59 mil milhões de dólares (41 mil milhões de euros), estima a Business Software Alliance (BSA).

Os números dizem respeito a programas informáticos ilegalmente copiados e distribuídos em todo o mundo e o valor "recorde" agora reportado representa um aumento de 14 por cento face a um ano antes, e a duplicação dos números registados em 2003.

Segundo a associação que representa as empresas do sector, 42 por cento do software instalado em PCs, durante 2010, era pirateado - registando-se aqui um decréscimo de um ponto percentual com relação a um ano antes.

"A indústria de software está a ser roubada sem saber", afirma o CEO da Business Software Alliance, no comunicado à imprensa. "Produtos no valor de perto de 59 mil milhões foram roubados durante ano passado - e as taxas de roubos estão completamente fora de controlo nos mercados que mais crescem no mundo", acrescentou.

Os mercados emergentes são considerados os mais problemáticos, estimando-se que 32 mil milhões do total de perdas se fique a dever à pirataria nesses territórios. De acordo com a associação, 50 por cento dos PCs fabricados no mundo são vendidos em mercados emergentes, mas apenas 20 por cento das receitas de licenças de software provêm dessas regiões.

A Europa Central e Oriental e a América Latina são as zonas que apresentam as mais altas taxas de pirataria de software, com percentagens que atingem os 64 por cento, segundo o índice da BSA. A América do Norte é a região onde se registam os valores mais baixos: 21 por cento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.