Os portugueses continuam a manter as mesmas intenções de compra de equipamentos informáticos em 2012 que revelaram no ano passado, quando ficaram em segundo lugar entre os países com maior consumo de bens informáticos de consumo, comparando famílias de rendimentos equivalentes em 12 mercados analisados por toda a Europa.


As conclusões constam do Barómetro Europeu do Observador Cetelem 2012, divulgado hoje, que atribui aos consumidores portugueses uma intenção de compra deste tipo de produtos de 12%, sendo o único país que não mostrou intenções de reduzir o consumo de bens informáticos face a 2011.


De acordo com dados do estudo, apesar da quebra de 1,8% registada no mercado de bens informáticos de consumo entre 2010 e 2011, Portugal é o único país analisado cujos consumidores mantiveram os objetivos de compra.


O Barómetro Europeu do Observador Cetelem 2012 teve como base inquéritos realizados em novembro e dezembro de 2011 a cerca de 6.500 consumidores europeus com idade igual ou superior a 18 anos, residentes em 12 países: Alemanha, Espanha, França, Hungria, Itália, Polónia, Portugal, República Checa, Roménia, Reino Unido, Rússia e Eslováquia.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.