A portuguesa Outsystems divulgou indicadores relativos aos resultados obtidos em 2011. No ano passado a empresa terá aumentado a base instalada de clientes em 173% face ao ano anterior, uma evolução que ficou sobretudo a dever-se à boa performance nos mercados internacionais.



Em 2011 a Outsystems assinalou o terceiro ano de aposta num modelo de licenciamento de tecnologia como serviço, por oposição ao modelo de licença perpétua que usava antes. Na nota de imprensa que dá conta dos resultados a empresa garante que a transição foi bem aceite pelo mercado e que o modelo de disponibilização da plataforma como serviço ajudou a acelerar o ritmo de crescimento das receitas em novos mercados. Um indicador apresentado é o nível de faturação recorrente mensal que em 2011 terá aumentado 49%.



Os mercados da América do norte, do Brasil e da Austrália são aqueles onde a Outsystems mais tem crescido fora de Portugal, uma informação que Mike Jones, vice-presidente da empresa para a área de marketing, já tinha partilhado numa entrevista recente ao TeK.



Na América do norte os clientes da Outsystems aumentaram em 210% no ano passado, no Brasil e na Austrália 140%.



Embora a empresa hoje já assegura mais de metade da faturação fora do mercado português, os negócios domésticos continuam a ter um papel importante nos resultados da tecnológica nacional. Por cá o número de clientes também aumentou, em 159%.



A Outsystems chegou ao mercado em 2001. Hoje conta com 20.925 instalações da sua Agile Platform em mais duas dezenas de sectores.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Cristina A. Ferreira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.