Imagine que está a jogar o seu videojogo favorito e uma das personagens é o próprio utilizador. Essa é a ideia por trás do projeto desenvolvido por Catarina Runa, vencedora da edição deste ano do Prémio de Empreendedorismo iUP25K.

A tecnologia do “Face Decode – We Make Faces” permite criar “corpos gráficos que identificam os cibernautas de forma mais simples e rápida” podendo abranger áreas como o cinema de animação e os videojogos, como explicado em comunicado.

Para além do prémio monetário, 15 mil euros do banco Santander Totta, o vencedor teve direito a uma consultoria e depósito de um pedido de patente ou proteção de design nacional.

A completar o top 3 estão a “Howlless – Acoustic Feedback suppressor”, uma tecnologia capaz de eliminar o fenómeno de feedback acústico, e a “LyoCandy Fruit” que consiste na "secagem" de fruta natural com formas e revestimento comestível, respetivamente. Os dois projetos vão ser remunerados com cinco mil euros em serviços de incubação e mentoring.

“O iUP25K tem vindo a revelar, ano após ano, a capacidade de inovação da Universidade do Porto, quer na qualidade dos projetos, quer na atitude empreendedora dos concorrentes. É uma aposta ganha no apoio ao empreendedorismo em Portugal”, afirmou Marcos Soares Ribeiro, diretor do Santander Universidades Portugal e membro do júri, no mesmo comunicado.

O concurso de ideias de negócio teve como objetivo sensibilizar os jovens para o empreendedorismo e para o desenvolvimento de novas empresas que são criadas através do saber e da inovação.

Nota de redação: Corrigida uma gralha no nome do projeto vencedor por indicação de um leitor

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.