Os resultados financeiros hoje apresentados pela Portugal Telecom reflectem as mais-valias obtidas com a venda da participação na Vivo, fazendo com que os lucros da operadora disparassem para os 5,6 mil milhões de euros nos primeiros nove meses deste ano. O Conselho de Administração propôs o pagamento de um dividendo excepcional aos accionistas de 1,65 euros por acção, do qual 1 euro será pago até Dezembro e os restantes 0,65 euros até Maio de 2011.

No comunicado entregue à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários a empresa refere que as receitas operacionais consolidadas totalizaram as 2,79 mil milhões de euros, crescendo 0,7% face ao ano anterior, mas o EBITDA registou um movimento contrário, descendo para os 4,1%, fixando-se nos 1,129 milhões de euros.

Nas operações em território nacional as receitas registaram o impacto negativo da crise, descendo 3%, afectadas sobretudo pelas quebras da TMN em venda de equipamentos e descida de receitas de clientes.

No total a operadora móvel do grupo registou uma quebra de 7,9% nas receitas, para os 1,1 mil milhões de euros, que foram compensadas pela subida ligeira no negócio fixo, onde as receitas aumentaram 0,4% para 1,452 mil milhões de euros.

[caption]quadro PT[/caption]

O triple play volta a ser o principal responsável por este crescimento, tendo sido conseguidos 239 mil novos clientes nos primeiros nove meses do ano, mais 10,6% do que o registado em 2009.

A Portugal Telecom salienta ainda o crescimento das receitas nas operações internacionais, nomeadamente da MTC na Namíbia, da Timor Telecom e da Dedic, no Brasil.

Entretanto a PT esclareceu também o destino que vai dar ao dinheiro que encaixou com a venda da sua posição na Vivo à Telefónica. O Jornal de Negócios escreve agora que a PT vai destinar 80% deste encaixe para reinvestir na própria empresa.

Tal como já tinha sido adiantado, dos 7,5 mil milhões de euros 3,5 mil milhões serão aplicados na aquisição da Oi. Outros 30% estão reservados para investir noutros negócios (nomeadamente a expansão em novas áreas geográficas) e os restantes 1,5 mil milhões para distribuir pelos accionistas, no dividendo especial que já referimos e que será parcialmente pago ainda este ano.

Entre as prioridades definidas de investimento está a fibra, onde a PT se propõe cobrir mais 600 mil casas. O lançamento da quarta geração móvel vai também receber uma fatia do investimento da empresa, bem como o investimento nas geografias que a PT já identificou como prioritárias: África, Brasil e Portugal.

Depois da apresentação dos resultados os títulos da Portugal Telecom seguiam a negociar em forte alta, impulsionando a bolsa portuguesa.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.