No ano passado a rede móvel chegou aos 60,7 mil milhões de receitas, mas em 2011 este montante será cifrado nos 100,1 mil milhões de dólares, registando um crescimento de 7,4 por cento, prevê um estudo da Telecom Trends International. Este relatório também destaca a migração das redes actuais para as de 3ª e 4ª geração devido à necessidade de instalação de redes de alta velocidade nos países industrializados.

Depois da taxa de crescimento anual composta de 2004 ter atingido os 23,9 pontos percentuais, este ano o crescimento do mercado móvel será mais ténue, taxando-se nos 9,3 por cento, um aumento traduzido nos 60,7 mil milhões de dólares (2004) para 66,3 mil milhões.

Actualmente, o mercado está a assistir ao surgimento de vendedores de pequena dimensão, que haviam sido confinados aos mercados regionais. Aqui incluem-se vendedores do Japão, Coreia e China que têm vindo a reivindicar a liderança das redes de próxima geração.

Em 2004, a liderança das vendas foi garantida pela Ericsson, Nokia e Siemens, com 49 por cento das receitas. A Motorola, Lucent, Nortel e Alcatel obtiveram 33 por cento dos lucros e a NEC, Fujitsu, Samsung, LG, Huawei e ZTE, foram responsáveis pelas restantes receitas, às quais correspondem 18 por cento do mercado.

Notícias Relacionadas:

2005-08-02 - Mercado de jogos para telemóveis vai movimentar 7,6 mil milhões de dólares em 2010

2005-08-01 - Mercados emergentes impulsionam vendas de equipamentos móveis no segundo trimestre

2005-04-07 - Receitas de mensagens móveis crescem pouco até 2010 apesar de aumento acentuado no tráfego

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.