Deverá decorrer até final do primeiro trimestre do próximo ano o piloto do projecto desenvolvido em parceria pela SIBS e por vários bancos a operar em Portugal, que tem como objectivo reforçar as regras de segurança dos sistemas de homebanking.




Francisco Velez Roxo, administrador da SIBS, confirmou ao TeK que o piloto já está no terreno e se prolonga até Março. N essa altura, e analisados os resultados, é de prever que se inicie o roll out.




"O piloto está em marcha e a nossa convicção é que durante o primeiro trimestre de 2006 podemos começar a pensar em fazer o roll out", refere. "A nossa perspectiva é neste momento pôr em marcha e com segurança um piloto que permita tirar conclusões sobre um tema tão complicado como é a autenticação", acrescenta Velez Roxo.




O responsável também confirmou que há bancos fora desta fase piloto do Autenticação Forte, como o BES, conforme o TeK tinha apurado, mas acrescentou que isso não inviabiliza a adopção da solução final. "É muito salutar que cada banco teste as suas soluções. A ausência do BES no piloto não significa que não venha posteriormente a usar a plataforma", defende o administrador.




A Autenticação Forte tem como objectivo introduzir nos sistemas de home banking um mecanismo de one time password, que contribua para reduzir a hipótese de apropriação de dados pessoais por parte de terceiros.




Em reacção à notícia publicada pelo TeK, o BES fez-nos chegar um comunicado onde refere que "ao contrário do que é afirmado, o Banco Espírito Santo não abandonou o Grupo de Trabalho que, no âmbito da SIBS, estuda uma solução de autenticação forte para Internet Banking baseada na utilização de dispositivos tipo token EMV. O BES tem sido um membro activo deste grupo desde a sua criação, participando em todas as reuniões de trabalho realizadas".




O banco admite no entanto ter decidido "não participar na fase de piloto da solução Token EMV em preparação no âmbito da SIBS", mas considera que "nada pode ser inferido em relação à sua futura adopção ou não".




O comunicado acrescenta ainda que "o estudo de novas soluções de autenticação forte não se esgota num único modelo, antes devendo considerar-se um conjunto alargado de alternativas que poderão, mesmo, resultar na oferta simultânea de diferentes opções, adaptadas às necessidades de diferentes grupos de clientes".




Nota de redacção [11-11-2005 12:14]: A notícia foi actualizada com informação enviada pelo BES.



Notícias Relacionadas:

2005-07-12 - SIBS vai avançar com plataforma de autenticação forte para homebanking

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.