A Samsung contratou o ex-juiz britânico Robin Jacob, o mesmo que em 2012 atribuiu razão à empresa sul-coreana numa batalha judicial de patentes contra a Apple. Na altura a marca da maçã foi condenada a publicar um pedido de desculpas na página oficial da empresa no Reino Unido.

O agora aposentado da profissão de juiz integra uma equipa de nove especialistas que a Samsung recrutou para um processo legal de propriedade intelectual que está a decorrer contra a Ericsson nos EUA. Esta situação não é ilegal mas está a levantar questões éticas e de integridade, levando mesmo a comentários do FOSS Patents de que a Samsung pode estar a recompensar o juiz pela decisão tomada no ano passado.

O caso ganha contornos mais "hipotéticos" tendo em conta o tipo de decisão a que o juiz submeteu a Apple. Decisão que acabou por ser reforçada e prolongada no tempo - a de pedir desculpas no site oficial da empresa. Em novembro de 2012 Robin Jacob afirmou ainda que a empresa de Cupertino agiu de forma falsa e com pouca integridade.

[caption]Contratacao Samsung[/caption]

A Apple ainda não reagiu à contratação do antigo juiz por parte da Samsung, que acontece apenas quatro meses depois de ter sido conhecida a decisão a favor da empresa sul-coreana no Reino Unido.

O FOSS Patents dá ainda um exemplo que merece reflexão: o que pensariam os seguidores da Samsung se a juíza Lucy Koh, a mesma que condenou a fabricante asiática ao pagamento de uma multa de mil milhões de dólares, fosse trabalhar em conjunto com a Apple daqui a quatro meses?

Os leitores são convidados a discutir os prós e contras desta contratação na caixa de comentários.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.