A Samsung constitui-se membro Platinum da Fundação Linux. O estatuto custará anualmente à empresa coreana uma quota de 500 mil dólares, mas garante-lhe um lugar no quadro de patrocinadores e topo da fundação e um papel de relevo nas decisões futuras da organização.



Na cúpula da Fundação Linux estão outras 5 tecnológicas: Intel, IBM, Oracle, Qualcomm, Fujitsu e NEC, a quem a empresa agora se junta, numa decisão que explica pela aposta crescente em produtos que correm Linux.




Além das linhas Galaxy – com tablets e smartphones suportados em Android – o uso do Linux na Samgung estende-se também a outras gamas de equipamentos, nomeadamente nas televisões.A empresa é ainda parceira da Intel no Tizen, um sistema operativo móvel baseado também em Linux, que integrou o Meego e o Bada.



A fabricante já era membro da fundação mas até agora dois escalões abaixo, num nível identificado como Silver. A ascensão a Platinum garante-lhe um maior controlo sobre os desenvolvimento da plataforma, usada em todo o mundo por mais de 800 empresas e suportada por uma comunidade de 8 mil programadores.



Nomes como a Sony, a Nokia, ou mesmo a Google integram o nível Gold de patrocinadores da fundação.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico




Cristina A. Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.