A Samsung acaba de anunciar um investimento de 23,3 biliões de wons (cerca de 16,2 mil milhões de euros) para os próximos dez anos, reforçando a aposta em tecnologias menos exploradas pela empresa até à data.

Células fotovoltaicas, células recarregáveis para carros híbridos, tecnologias LED e dispositivos médicos e biofarmacêuticos são as cinco principais áreas às quais será afecto o capital da gigante coreana, que assim espera aumentar as suas vendas e força de trabalho na ordem das dezenas de milhar.

O plano de investimento, agora revelado num comunicado à imprensa, recebeu luz verde durante um encontro que reuniu ontem os principais responsáveis das empresas do grupo Samsung da área da electrónica e desenvolvimento de equipamentos médicos.

Segundo as estimativas da Samsung, a expansão prevista deverá ser capaz de gerar cerca de 45 mil empregos e originar ganhos adicionais na ordem dos 50 biliões de wons (34,6 mil milhões de euros) ao ano para as empresas afiliadas, já em 2020 - ano em que o investimento será concluído.

A maior fatia do dinheiro foi destinada ao desenvolvimento do LED, ao qual está reservada uma quantia equivalente a 6 mil milhões de euros. Na lista seguem-se as células fotovoltaicas (4,2 mil milhões de euros), as células recarregáveis para carros híbridos (3,7 mil milhões) e os dispositivos biofarmacêuticos (1,5 mil milhões). Para os dispositivos médicos, como tais como equipamentos destinados a efectuar análises ao sangue e afins, está guardado o equivalente a 831 milhões de euros.

"Numa altura em que outras empresas hesitam, nós devemos avançar e aproveitar esta oportunidade", afirmou Lee Kun-hee, actual presidente da principal empresa do grupo, a Samsung Electronics - e conhecido também pela polémica que rodeou o seu retorno à empresa após um afastamento devido a problemas relacionados com fraudes fiscais.

O responsável, citado no comunicado divulgado pela Associated Press, referiu também que a empresa pretende ajudar a combater o desemprego na Coreia através da contratação de "jovens altamente qualificados". Actualmente, o grupo conta com 276 mil funcionários em todo o mundo, 173 mil dos quais se encontram localizados na Coreia do Sul, disse fonte da empresa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.