A Claranet Portugal divulgou os seus resultados financeiros relativos ao ano fiscal de 2023, que terminou no fim de junho. A empresa, especialista em TI, soluções de Cloud, Secutiry, Data & AI e Workplace, registou um crescimento global de 7% no que diz respeito ao volume de faturação, tendo contribuído para isso os 20% de aumento na receita de serviços.

Relativamente aos seus principais dados financeiros, a empresa somou um volume de faturação de 213 milhões de euros, representando um crescimento de 7% face ao período homólogo de 2022. O EBITDA foi superior a 14 milhões de euros. No aumento das receitas de serviços destacam-se as áreas de Workplace, Security e Data & AI como aquelas que mais cresceram.

A empresa destaca o fecho do ano com resultados positivos, mesmo num contexto de mercado um pouco mais adverso que em anos anteriores. “Um resultado que confirma as opções estratégicas da Claranet em Portugal e reforça a confiança do Grupo relativamente ao futuro”, disse António Miguel Ferreira, Managing Director da Claranet Portugal.

E o foco da empresa já está em 2024, projetando novo crescimento de 20% na receita de serviços, à boleia de uma transformação para prestar serviços de áreas críticas de TI, incluindo o Financeiro, Indústria, Retalho, Tecnologia e Sector Público, acrescenta o executivo. Espera dessa forma acelerar os serviços de Cloud e projeta manter uma boa performance nos restantes domínios que cresceram este ano.

No último ano foi registado um crescimento orgânico como o maior contributo, mas este tem sido complementado pela via das aquisições. E já projeta novas compras durante o próximo ano fiscal. Na segunda metade de 2024 estão previstas aquisições em Portugal, mas nos próximos meses a Claranet vai anunciar uma compra no Brasil. E vai explorar outras oportunidades para consolidar a sua operação nesse país, em que se tem tornado relevante o fornecimento de serviços de cloud, cibersegurança e dados. A Claranet também espera fazer aquisições em Espanha e deverá ter novidades para anunciar até ao final de 2023.

De recordar que a Claranet investiu seis milhões de euros em escritório no Hub Criativo do Beato, com uma área superior a 4.000 metros quadrados preparada para receber até 500 pessoas em simultâneo. Considera ser uma aposta num conceito de espaço de trabalho inovador, híbrido, voltado para a sustentabilidade, a eficiência energética, a produtividade e o bem-estar dos colaboradores.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.