A empresa vendedora não consegue cobrir o valor que teve de desembolsar para se tornar proprietária daquele que é considerado um dos domínios mais valiosos do mundo, mas conseguirá pagar a totalidade das dívidas que a levaram a realizar a operação.



A Escom era desde 2006 a detentora do domínio sex.com. Para adquirir a morada desembolsou cerca de 14 milhões de dólares (10 milhões de euros), mas nunca mais conseguiria recuperar do esforço de investimento.



Na falência, a empresa colocou em Maio passado o nome de domínio em leilão para conseguir pagar as dividas de cerca de 10 milhões de dólares (7 milhões de euros) contraídas junto destes parceiros.



Seis meses após o início do processo é escolhida a melhor oferta, feita pela Clover Holdings, uma empresa registada na ilha de São Vicente, nas Caraíbas, que está disposta a pagar 13 milhões de dólares (9,3 milhões de euros).



Para que o negócio se concretize é agora necessário o aval do tribunal que está a acompanhar o processo de insolvência da empresa.



O leilão iniciado em Maio era já uma segunda tentativa da Escom para vender o domínio. A primeira aconteceu algum tempo antes e saiu frustrada, com os credores da empresa a tentarem bloquear o negócio até terem garantias de que a receita serviria para liquidar dívidas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.