Organizada no tempo recorde de 24 dias, a mostra POR TI, dinamizada pelo Ministério da Economia e Inovação, reúne 90 empresas que mostram o que de melhor se faz em termos de tecnologias no país, defendeu hoje o Primeiro-ministro José Sócrates. O certame decorre na FIL até dia 12 e as entradas são gratuitas.

“Entendi dever estar presente no momento em que se inaugura esta mostra de empresas tecnológicas justamente para sublinhar a importância que têm as empresas de Tecnologias da Informação e Comunicação para o desenvolvimento económico do país e para a modernização de Portugal”, explica José Sócrates no discurso inaugural da POR TI. O Primeiro-Ministro passeou esta manhã pela FIL, parando em muitos stands para conhecer as soluções ali mostradas e falar com os responsáveis das empresas de TIC.

A ideia de que o sector das TIC é um dos que mais contribui para o desenvolvimento do país e que Portugal se deve concentrar neste objectivo estratégico foi sublinhada por José Sócrates e por Manuel Pinho, Ministro da Economia e Inovação, entidade que promoveu a mostra. “No último ano e meio Portugal está a exportar mais e melhor, com mais valor acrescentado, e as empresas de Tecnologias são das que contribuem mais para este crescimento”, refere.

A POR TI conta com 89 expositores, convidados pelo Ministério da Economia e Inovação, mas segundo o ministro da tutela muitas ficaram de fora. O objectivo é mostrar em Portugal e aos visitantes internacionais os produtos desenvolvidos por empresas portuguesas ou por centros de desenvolvimento de multinacionais no país.

Expectativas positivas
O sentimento entre os expositores com quem o TeK falou é positivo, apesar do tempo recorde em que a presença das empresas foi organizada. A expectativa passa pela possibilidade de promover soluções e produtos junto de um público mais vasto, incluindo visitantes internacionais.

Manuel Pinho adiantou ao TeK que estão a ser feitos contactos para atrair à mostra jornalistas internacionais mas também comitivas de outros países que se tenham deslocado a Lisboa no âmbito da presidência portuguesa da EU.

A presença de empresas de diversas dimensões é marcada também pela localização na feira e pela dimensão dos stands, com os patrocinadores a ocuparem mais espaçologo na entrada do Pavilhão 1 enquanto as companhias mais pequenas ficaram distribuídas por ordem alfabética em stands modulares, o que reduziu os custos de participação na POR TI.

A Portugal Telecom, Siemens, Alcatel-Lucent e Vodafone assumem uma presença mais destacada logo ao início da mostra, acompanhadas das soluções de Governo Electrónico, com a AMA, o Ministério da Administração Interna e o Ministério da Justiça.

Nos stands pontuam sobretudo as soluções e serviços mais recentes, como o meo da PT Comunicações ou a tecnologia picoADSL, o mobileTV da Alcatel-Lucent ou o mobileKeeper Suite da MobiComp.

“Iniciativas deste género são motivo de orgulho para quem inova em Portugal e são uma prova de que não estamos sozinhos. Já há muitas empresas produtoras de tecnologias e inovação num país que não tem muita tradição nesta área”, admite Eduardo Pinheiro, director de marketing da ParaRede. A tecnológica está a mostrar na feira as soluções de POS mas também a área de mobilidade, tim, recentemente integrada com a aquisição da ByteCode.

Notícias Relacionadas:

2007-07-06 - TIs nacionais aderem em peso à mostra Por TI
2007-07-05 - Mostra de TI do Ministério da Economia promove capacidade tecnológica portuguesa

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.