A Sage está a preparar o lançamento em Portugal da sua oferta de soluções num modelo de serviço, a partir da cloud. O Sage One está disponível em alguns países e até final do ano chega também a Portugal, referiu hoje em conferência de imprensa Jorge Carneiro, CEO da operação portuguesa.



A oferta integrada no Sage One é dirigida a pequenas e muito pequenas empresas e integra-se num leque de serviços alinhados pela empresa a nível global e posteriormente localizada para cada país.



À margem do evento o responsável explicou ao TeK que a nova oferta está alojado na cloud da Amazon e a nível local a opção vai manter-se. Não estão previstos acordos com empresas locais que permitam armazenar dados localmente.



A Sage Portugal afirma-se líder "inequívoca" no segmento das PMEs, com uma presença mais forte na área da contabilidade, mas a apostar também em áreas como a restauração ou a gestão comercial (onde tem novas ofertas). A empresa conta, a nível local, com uma equipa de 150 colaboradores, 1.500 parceiros e gere mais de 100 mil utilizadores e cerca de 40 mil contratos de manutenção.



No ano passado faturou 12,95 milhões de euros, valor que representou um crescimento residual face ao ano anterior (quando faturou 12,8 milhões de euros). Nos últimos quatro anos o crescimento médio da operação portuguesa rondou os 10%, divulgou a empresa no evento.



A nova oferta cloud da multinacional de software de gestão é uma das novidades que emerge da reestruturação, uma operação que levou a Sage a alienar alguns negócios não estratégicos em diversos países e a lançar novas ofertas.



O CRM foi outra das áreas onde a companhia fez mudanças, vendendo duas soluções menos integradas com a plataforma de ERP e concentrando a aposta no Sage CRM, que passa a ser a única solução desta área a integrar o portefólio.



Jorge Carneiro explicou que "crescer com base na focalização" foi o mote das alterações levadas a cabo pelo grupo no último ano. Mantém-se a lógica de desenvolvimento local para as soluções dirigidas a empresas mais pequenas e o alinhamento internacional das soluções para o mid-market, onde domina o X3.



O alinhamento internacional das soluções de mid-market é aliás encarado por Jorge Carneiro como uma oportunidade para alargar as atividades de desenvolvimento do grupo em Portugal, estendendo o contributo dos recursos localizados para Portugal no desenvolvimento da solução comercializada a nível global.



Ao TeK o responsável admitiu que a empresa já deu alguns passos no sentido de explorar melhor esta oportunidade e que a criação de um centro de competências em Portugal pode concretizar-se no futuro.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Cristina A. Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.