Nos últimos 10 anos, as importações e exportações de alta tecnologia fora da União Europeia cresceram a um ritmo semelhante, registando ambas um aumento médio anual de cerca de 5%. Os dados mais recentes do Eurostat indicam que as importações neste setor atingiram os 391,9 biliões de euros em 2021, enquanto as exportações se saldaram em 385,1 biliões de euros.

Ao longo do ano passado a UE importou a maior parte dos seus produtos tecnológicos da China (38% do total de importações extra-UE), com os Estados Unidos (19%) em segundo e a Suíça (8%) em terceiro.

A categoria de produtos importados da China mais representativa foi a eletrónica destinada à área das telecomunicações. Nos EUA e Suíça os produtos de alta tecnologia mais requeridos destinaram-se, respetivamente, ao setor aeroespacial e farmacêutico.

Veja as imagens para mais detalhes

No que diz respeito às exportações extra-UE, a maioria destinou-se aos Estados Unidos (25% do total), seguido pela China (12%) e pelo Reino Unido (10%). Indústria farmacêutica, comunicações e computadores e periféricos foram, respetivamente, as áreas mais comuns em cada um dos países mencionados.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.