Da robótica à bilhética, passando pelos serviços públicos, energia sustentável e biotecnologia, a inovação que se faz em Portugal está em exposição no Portugal Tecnológico, uma mostra que este ano se repete com a dinamização de entidades públicas. Ao todo são cerca de 200 entidades que aqui mostram os projectos inovadores que estão já no terreno ou ainda em desenvolvimento, um número que cresce face ao do ano passado.

A mostra abriu hoje ao público e tem entrada livre, decorrendo até ao próximo dia 10, Sábado, com um horário entre as 11 e as 21 horas, e contou com a presença do Primeiro-ministro José Sócrates na abertura oficial.

A Administração Pública tem um papel preponderante neste evento, ocupando grande parte do espaço físico, embora seja acompanhada por empresas de diferentes dimensões, universidades e os pólos de competitividade. Entre as empresas contam-se nomes como a YDreams, Carcrash, Javali, PETSys, Lifetime e NGNS - Ingenious Solutions, entre outros, num total que chega às 7 centenas e que estão integradas em stands de várias entidades.

Os clusters e os pólos de competitividade estão entre as novidades deste ano, com a Região de Lisboa e Vale do Tejo a juntar no seu stand tecnologias de robótica, realidade virtual, algumas das quais dinamizadas por empresas bem conhecidas do mundo tecnológico, sendo que uma parte dos projectos tiveram financiamento no âmbito do POR Lisboa / QREN.

No cluster Agro-Alimentar do Ribatejo as propostas estão centradas no desenvolvimento de produtos nesta área, enquanto a Região Norte convida os visitantes a conhecerem desenvolvimentos em mobilidade, robótica e em sectores tradicionais como a cortiça e o calçado.

A Saúde é um dos temas com maior destaque, no dia em que se soube que o novo Simplex escolheu este tema, a par da Educação, como uma das bases mais relevantes de desenvolvimento.

No Plano Tecnológico da Educação marcam presença os inevitáveis computadores Magalhães, assim como o Portal das Escolas e um espaço de apresentação onde vão decorrer várias palestras.

A área dos transportes tem também novidades, como a possibilidade de antecipar a terceira travessia do Tejo, inserida no projecto de Alta Velocidade, mostrada através de uma maqueta interactiva.

Na área da mobilidade, o consórcio de operadores de transportes da área metropolitana de Lisboa tem também na feira uma demonstração de uma solução de bilhética baseada na tecnologia NFC que vai ser testada no Metropolitano de Lisboa e que a prazo poderá ser alargada a outros meios de transporte da Área Metropolitana de Lisboa.

A par da exposição que ocupa o Pavilhão 1 da FIL em Lisboa, decorrem uma série de apresentações e conferências paralelas cuja agenda pode ser consultada no site do Portugal Tecnológico.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.