A Microsoft uniu-se à Cisco e à Intel para a criação daquela que denominou a geração 21.

O objectivo desta parceria é a criação de um projecto que acompanhe e explore as melhores formas de ensino e de avaliação dos alunos em áreas tão distintas como o pensamento crítico, comunicação, colaboração, resolução de problemas e outras que, no entender das empresas, são fundamentais para os trabalhadores de amanhã, explica Anoop Gupta, responsável pelo programa Microsoft Unlimited Potential.

Para isso, as empresas irão financiar três anos deste projecto com o intuito de criar as ferramentas necessárias para a aprendizagem dos mais jovens, assim como métodos de avaliação e medição das suas capacidades, para o desenvolvimento de ambientes de ensino em TIC e para a disseminação da literacia digital.

O projecto será conduzido por Barry McGaw, da Universidade de Melbourne, que se fará acompanhar por outros cinco directores - distribuídos por diferentes áreas de foco.

A esta equipa juntar-se-ão outros parceiros e especialistas das mais diversas áreas em encontros anuais para discussão de metas. A acompanhar o processo evolutivo da iniciativa estará um portal disponível ao público.

As empresas já conseguiram o apoio de dois corpos de avaliação internacionais, o Program for International Student Assessment, criado e gerido pela OCDE, e o Trends in International Mathematics and Science Study.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.