Um estudo na Canalys estima que no terceiro trimestre deste ano tenham sido vendidos 40 milhões de telemóveis com câmara na região EMEA, cerca de dois terços do total de equipamentos vendidos. Os números confirmam a preferência dos utilizadores por este tipo de equipamentos com funcionalidades multimédia e atribuem aos telemóveis com câmara uma quota de 56 por cento nas vendas totais deste ano na EMEA.


Curiosamente, a consultora diz que a explosão dos telemóveis com câmara não é acompanhada por um aumento na mesma proporção dos serviços de mensagens multimédia, cita o Cellular News. As funções multimédia são antes usadas como forma de personalizar os equipamentos com wallpapers e scrensavers, sendo que a principal motivação para a compra é o preço reduzido dos equipamentos. No caso das mensagens, como têm um custo associado são menos atractivas para o utilizador.



Na sua análise a Canalys alerta os operadores para algumas necessidades básicas do mass market que não devem ser descuradas, mesmo face ao sucesso da chamada 2,5G. A consultora sublinha que as novas funcionalidades de imagem e som não devem prejudicar funções básicas, sempre observadas pelo utilizador, como a duração da bateria em stand by e conversação, aspectos que alguns dos novos equipamentos colocam em segundo plano, de acordo com esta análise.



Durante o período em análise a Nokia liderou a venda de telemóveis com câmara com uma quota de 48 por cento, seguida pela Sony Ericsson com 12 por cento e pela Samsung com 9 por cento.



No que respeita à terceira geração, é notório um crescimento face ao trimestre anterior mas mantém-se com pouca expressão no mercado com um peso de 3 por cento no total das vendas do trimestre que atingiram os 62 milhões. Neste período foram vendidos 1,8 milhões de equipamentos, mais 39 por cento que nos três meses anteriores.



Em termos de vendas a LG, a Nec e a Nokia ocuparam os três primeiros lugares da tabela, um cenário que poderá alterar-se no último trimestre com a entrada de novos concorrentes e o crescimento esperado das vendas.



A Motorola, que apresentou novos produtos, a Sharp e Sanyo - que comercializam novos modelos através da Vodafone e Orange - deverão disputar o Top 3.



A Canalys prevê um crescimento mais acentuado da terceira geração nestes três últimos meses do ano mas alerta os operadores para a necessidade de promoverem estratégias diferenciadoras para as duas ofertas: 2,5G e 3G, admitindo, ainda assim, que o preço das chamadas continua a ser um dos critérios decisivos na avaliação dos utilizadores.



Notícias Relacionadas:

2004-03-13 - Telemóveis com câmara vão dominar 25% das vendas em 2004

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.