Na declaração de intenções que sai da conferência internacional sobre desenvolvimento sustentável, Rio+20, há uma referência clara e detalhada ao papel das Tecnologias da Informação e Comunicação.



O documento que resulta do encontro que hoje termina no Brasil, e que serviu para tentar recolocar os temas do ambiente na agenda política internacional, defende que as TIC têm um papel crítico na implementação de medidas de sustentabilidade. São a ferramenta que pode acelerar a sua implementação e ajudar os países a levarem ao terreno os compromissos assumidos.



Do encontro promovido pelas Nações Unidas resultou um documento que tem sido considerado pelos especialistas pouco ambicioso. É uma espécie de declaração de intenções dos países relativamente à importância das políticas sustentáveis e da proteção do ambiente, sem medidas e objetivos concretos a materializar intenções.



"As TIC têm a capacidade de facilitar a circulação de informação entre governos e cidadãos, promover conhecimento, cooperação técnica e apoio ao desenvolvimento dos três pilares do desenvolvimento sustentável: o crescimento económico, inclusão social e desenvolvimento sustentável", detalha uma nota de imprensa publicada pela União Internacional das Telecomunicações.



O desenvolvimento da banda larga é neste contexto apontado como fator crucial, tal como as potencialidades da tecnologia para ajudar a monitorizar e mapear indicadores que apoiem a definição de políticas sustentáveis.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico




Cristina A. Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.