Os negócios da Toshiba em Portugal superaram os objectivos propostos para 2009. A subsidiária da fabricante japonesa faz um balanço positivo da estratégia adoptada para o mercado nacional, num ano em que apostou no lançamento da Consumer Products Division e atingiu um milhão de portáteis vendidos.

Com enfoque nos televisores, a nova unidade de produtos de consumo antecipou os objectivos traçados inicialmente pela empresa, conseguindo conquistar uma quota de mercado de três por cento. Actualmente as vendas da Consumer Products Division já representam mais de 10 por cento do negócio da Toshiba em Portugal.

De momento, a fabricante japonesa marca presença entre o "top 5" das televisões, câmaras HD e leitores de DVD mais vendidos, referiu Jorge Borges, em conferência de imprensa.

"Era fácil crescermos, sendo um ano zero, mas os resultados superaram as nossas expectativas, mostrando que podemos ser vistos como uma alternativa aos grandes players do negócio de consumer electronics, reflexo da elevada maturidade que a marca tem", considera o director de marketing da Toshiba em Portugal.

Em 2010, a estratégia da empresa para a Consumer Products Division passa pela conquista de mais dois pontos percentuais de quota de mercado, que no final do ano deverá atingir os cinco por cento.

Um milhão de portáteis em vendas acumuladas

Também no mercado dos portáteis a Toshiba alcançou os objectivos propostos para 2009, alcançando as 300 mil unidades vendidas e mantendo uma quota de mercado acima dos 20 por cento, assim como a liderança no mercado empresarial.

Os valores mostram um crescimento de 6,7 por cento face às vendas registadas durante 2008 e contribuíram para atingir a memorável marca do um milhão de portáteis em vendas acumuladas desde o surgimento da subsidiária, em Agosto de 2000. Destes, 700 mil máquinas ainda estarão em funcionamento.

Para assinalar o feito, a empresa vai lançar, na próxima semana, a partir da sua página no Facebook, um passatempo sob o mote "1 milhão de portáteis Toshiba! Qual o mais antigo?" com o objectivo de localizar o mais velho dos computadores da marca, com uma exigência extra: que ainda funcione.

O vencedor será revelado em Abril, num evento promovido para assinalar oficialmente o agradável número. Além da menção honrosa, o proprietário(a) do resistente Toshiba será presenteado(a) com um computador novo.

Durante este ano, os objectivos para o mercado de portáteis passam pelo crescimento acima dos valores do mercado e pela manutenção de uma quota superior a 20 por cento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.