Não é novidade que o mercado dos tablets passa atualmente por dias complicados. Os analistas já tinham previsto um abrandamento no número de vendas e nem mesmo o período natalício conseguiu dar um novo alento, já que as compras cresceram apenas 1% nos últimos três meses de 2014.

Entre outubro e dezembro do ano passado, foram vendidos 78,3 milhões de tablets, segundo dados da Stategy Analytics. Isto representa uma subida muito pouco notória em relação a igual período do ano anterior, 2013, quando o crescimento havia sido de 20%.

A Google e a Microsoft foram as responsáveis pelos únicos sistemas operativos em crescimento no mundo dos tablets no final do ano passado - Android e Windows, respetivamente -, dado que a Apple teve uma queda de vendas: numa perda anual de 18%.

Devido à grande variedade e aos produtos de baixo custo, os equipamentos com Android dominaram 66% do mercado, com vendas de 51,8 milhões de tablets. Já o Windows passou de 3,4 para 5,1 milhões de tablets vendidos, ficando com 7% da quota de mercado.

A única queda registada foi mesmo a da Apple. O número de tablets com iOS vendidos no quarto trimestre de 2013 havia sido de 26 milhões, mas esse valor caiu para 21,4 milhões em igual período de 2014, representando uma descida trimestral da presença no mercado de 34% para 27%.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.