Em linha com os avisos já emitidos no início do mês, a Nokia apresentou hoje receitas relativas ao primeiro trimestre fiscal do ano inferiores em 2 por cento em relação ao período homólogo, ficando-se pelos 6,6 mil milhões de euros. A quebra foi sobretudo causada por um mau desempenho ao nível da venda de equipamentos, com a empresa a não conseguir acompanhar o crescimento do mercado.

O presidente e CEO da empresa, Jorma Ollila, afirmou que a indústria continuou a crescer a um ritmo saudável de perto de 30 por cento no primeiro trimestre de 2004, segundo as estimativas preliminares da Nokia, mas que a companhia finlandesa não conseguiu acompanhar esse crescimento. As vendas de terminais Nokia cresceram apenas 19 por cento no primeiro trimestre, cifrando-se em 44,7 milhões de unidades, ficando aquém das expectativas da empresa e provocando uma quebra na quota de mercado para os 35 por cento. Jorma Ollila reforçou porém o seu optimismo, mantendo o objectivo a longo prazo de chegar aos 40 por cento de quota de mercado na área móvel.

Jorma Ollila admitiu que a empresa não está satisfeita com estes resultados e que para os melhorar vai ser necessário um esforço adicional e muito trabalho, “mas tenho a confiança na capacidade da equipa da Nokia para responder às necessidades dos clientes nos vários segmentos, fortalecendo ainda mais a nossa oferta de produtos”, complementou em comunicado.

Para além das quebras na área de equipamentos móveis, também as receitas no negócio de multimédia foram abaixo do esperado. Nas restantes áreas de actuação, a Nokia manteve uma rentabilidade sólida, com um crescimento forte na área de redes onde foi obtido uma margem operacional de 1,29 por cento em resultado da reestruturação efectivada no ano passado.

Jorma Ollila reafirmou que a empresa quer manter um portfolio abrangente de produtos, planeando lançar cerca de 40 novos terminais em 2004, embora até agora tenha colocado no mercado apenas 6. Entre os equipamentos já apresentados, que devem chegar ao mercado no segundo semestre do ano, contam-se o novo telemóvel com câmara de 1 Megapixel, o telefone “fashion” 7200 e a segunda versão da consola/telemóvel N-Gage QD.

Notícias Relacionadas:
2004-04-14 - Versão "revista" da N-Gage chega à Europa em Maio

2004-03-25 - Nokia promove alargamento de conceito de mobilidade à moda

2004-01-22 - Resultados líquidos da Nokia melhoram 6% em 2003

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.