O "florescente" e "promissor" mercado dos tablets caiu no primeiro trimestre do ano, revelam os últimos dados globais da IDC. De acordo com a consultora, o número de dispositivos enviados para as lojas diminuiu 28 por cento face aos valores registados nos últimos três meses de 2010.

Em todo o mundo, 7,2 milhões de unidades de terão saído das fábricas com destino aos canais de distribuição, registando-se um aumento de 8,2 pontos percentuais da percentagem de dispositivos com o sistema operativo móvel de código aberto promovido pela Google. Segundo as contas da IDC, 34 por cento dos tablets enviados para as lojas entre Janeiro e Abril eram Android.

"Fabricantes como a Samsung e a Motorola" que optaram por privilegiar a distribuição dos seus produtos através de operadoras de telecomunicações obtiveram um "sucesso moderado", observa o estudo, identificando a relutância de alguns consumidores em aderir aos planos de dados 3G/4G.

O domínio do segmento continua a pertencer ao iPad da Apple - apesar de algumas perturbações na cadeia de fornecimento e o anúncio do pré-lançamento do iPad 2 várias semanas antes de este estar disponível terem tido "um impacto significativo" no desempenho da empresa, segundo os analistas.

Apesar da prestação aquém das expectativas nestes primeiros três meses, os especialistas reviram em alta as previsões de vendas do mercado para este ano, apontando agora para um total de 53,5 milhões de unidades, ao invés dos 50,4 milhões inicialmente avançados.

A preocupação generalizada com a situação económica por parte dos consumidores e a quebra na procura típica do período que se segue ao Natal foram apontados como as principais causas do desempenho nos primeiros meses de 2011, mas os analistas esperam que a entrada em cena de "novos e competitivos" modelos reverta a situação.

"Apesar das vendas de tablets não terem sido tão altas como era esperado no primeiro trimestre de 2011, devido a um abrandamento da procura no mercado de consumo, as condições económicas globais e constrangimentos nas cadeias de fornecimentos, acreditamos que serão vendidas perto de 53 milhões de unidades este ano e este continuará a crescer no longo prazo", afirmou a analista da IDC, Jennifer Song, citada no comunicado à imprensa.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.