A Google não conseguiu converter o interesse prévio pelo Nexus One em vendas, pelo menos até à data, já que os números alcançados na semana de chegada ao mercado estão abaixo daqueles registados pela concorrência em período idêntico.

As contas são da Flurry que estima que, na primeira semana de existência, a gigante da Internet tenha vendido perto de 20 mil unidades do seu “super-telefone”.

O valor é considerado baixo se comparado com as vendas de dispositivos semelhantes, como o Droid da Motorola, ou o iPhone3G da Apple, que venderam, respectivamente, 12 vezes mais e 80 vezes mais do que o Nexus One na sua primeira semana de disponibilização.

[caption] Estimativas de venda da Flurry[/caption]

A Flurry acredita que o Nexus One não possui o “factor novidade” e a percepção geral é a de que o telefone não é efectivamente revolucionário, sendo apenas um desenvolvimento face a outros dispositivos com Android.

Do conjunto de causas prováveis para a falta de sucesso inicial está também o preço, considerado pouco apelativo, e questões relacionadas com o marketing, nomeadamente a pouca promoção do Nexus One e os modelos de distribuição adoptados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.