Longe das perspectivas mais optimistas do início do século, o comércio electrónico tem vindo a crescer regular mas lentamente, mesmo no mercado norte-americano. Um relatório governamental mostra que o segundo trimestre foi positivo para as compras online, mas que a subida face ao trimestre anterior foi de apenas 0,9 por cento.



Entre Abril e Junho de 2004, foram gastos 15,654 mil milhões de dólares em lojas online, em aquisições via email ou através de redes electrónicas, excluindo aquisição de bilhetes e de viagens, revela o mesmo estudo citado pela agência Reuters.



Quando comprados com o trimestre homólogo de 2003 os números agora apurados são mais significativos, apresentando um crescimento de 23 por cento.



O Departamento do Comércio dos Estados Unidos avisa neste relatório que os dados não são ajustados de acordo com as mudanças sazonais, pelo que a comparação é distorcida pelas normais variações de períodos altos e quebras, como as que acontecem no período antes do Natal e nas semanas seguintes.



Apesar do fraco crescimento deste segundo trimestre, que não ajudou a números mais brilhantes, registou-se uma quebra igualmente no volume total de compras pela Internet quando comparadas com aquisições noutros meios tradicionais. Segundo o relatório, neste trimestre o ecommerce absorveu 1,7 por cento de todas as compras, contra 1,9 por cento conseguido no primeiro trimestre de 2004.



O mesmo tipo de crescimento lento que se regista nos Estados Unidos acontece também na Europa, assim como em Portugal.

Notícias Relacionadas:

2004-03-03 - Lojas online portuguesas melhoram facturação no Natal de 2003

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.