A Vodafone fechou o seu primeiro trimestre fiscal com perdas de 4,56 milhões de euros, contra os anteriores 6,06 milhões de euros registados no período homólogo.



As receitas da operadora no período terminado a 30 de Setembro fixaram-se nos 23,8 mil milhões de euros, sensivelmente o mesmo valor que no primeiro trimestre do ano passado (cerca de 1 por cento mais).



No período em análise o grupo britânico atingiu um EBITDA de 9,2 mil milhões de euros. A operação portuguesa, detida a 100 por cento pela casa mãe acumulou neste primeiro trimestre 3.4 milhões clientes activos, mantendo o segundo lugar no ranking nacional de operadores móveis liderado pela TMN.



Juntamente com os resultados a Vodafone anunciou um reforço para o dobro dos dividendos semestrais a distribuir pelos accionistas (para 1,91 pence) e um reforço do programa de share buy-back que tem em curso para 5,7 mil milhões de euros.



Para o ano fiscal de 2005 a operadora conta com um crescimento de 10 por cento na sua base de clientes global. Até Março de 2006 a empresa espera atingir os 10 milhões de clientes em 3G.



Notícias Relacionadas:

2004-05-25 - Vodafone reduz prejuízos e anuncia novos investimentos em subsidiárias estratégicas

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.