O processo electrónico abrange hoje 74 por cento dos processos nos tribunais de primeira instância, envolvendo 320 tribunais, 2.500 magistrados e 30 mil advogados. Os números foram hoje revelados pelo Ministério da Justiça, que adianta ter gasto desde 2005 7,5 milhões de euros no desenvolvimento de aplicações informáticas para a modernização dos processos da justiça.

Segundo estas informações, citadas pela Lusa, desde Abril do ano passado foram enviados por via electrónica para os tribunais 618 mil peças processuais pelos advogados. Também a grande maioria dos processos laborais, cíveis ou de família (77 por cento) foram iniciados através do sistema do CITIUS.

Outros dados fornecidos à agência noticiosa pelo MJ indicam que 97 por cento dos requerimentos de injunção passaram a ser entregues pela Internet (modalidade que representa menos custos para quem coloca o processo), tirando partido de um dos 15 serviços online criados pelo ministério desde 2005.

A assinatura electrónica também tem ganho terreno na justiça, tendo em conta que desde Julho de 2007 foram assinados electronicamente pelos juízes mais de um milhão de actos e outros 500 mil pelo Ministério Público.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.