Os dados são de um estudo Omdia-Nokia e indicam que o 5G poderá gerar 3,225 de biliões de dólares em valor económico e 9 biliões em melhorias de produtividade na América Latina, ao longo dos próximos 15 anos. Tal representaria um ganho de 1% no Produto Interno Bruto da região.

De acordo com o relatório “Why 5G in Latin America”, a área das Tecnologias, da Informação e Comunicação será a mais beneficiada, com 572 mil milhões. O investimento nas redes móveis de quinta geração também trará efeitos positivos à indústria da Manufatura (534 mil milhões de dólares), Serviços (468 mil milhões), Governo (323 mil milhões), Retalho (262 mil milhões) e Agricultura (212 mil milhões de dólares).

O Brasil é apontado como o país com maiores ganhos graças ao 5G na região, beneficiando de um impacto económico de 1,216 biliões de dólares e de um aumento de produtividade de mais de 3 biliões. Também aqui a indústria de TIC surge como a mais favorecida, com ganhos de 241 mil milhões de dólares.

Nokia e Omdia dedicam um capítulo do relatório aos preparativos da chegada do 5G, que consideram “essencial”, delineando recomendações para os fornecedores de serviços, relativamente a como “atualizar o 4G” para ficar “pronto para o 5G”. Isto quando atualmente o 4G atinge apenas 50% das ligações móveis na região.

Deixam igualmente o aviso de que as vantagens económicas e sociais do 5G para a América Latina só poderão ser aproveitadas se os responsáveis políticos apostarem numa estratégia de infraestrutura que incentive e facilite o investimento privado nas comunicações móveis de quinta geração.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.