(Actualizada) As freguesias de Agualva-Cacém, na zona da Grande Lisboa, entram hoje na Televisão Digital Terrestre (TDT) com o desligamento do sinal analógico de televisão do retransmissor que servia esta zona. O sinal analógico foi desligado às 11.30 da manhã e quem não tem o televisor sintonizado para a TDT deixa de receber os 4 canais de TV abertos e passa a ver apenas uma informação indicando o desligamento do retransmissor e a necessidade de sintonizar a televisão digital terrestre.

Tal como aconteceu em Alenquer, a Anacom assinalou o momento com uma cerimónia pública, contando com a presença do Presidente da Câmara de Sintra, Fernando Seara e com o presidente da Anacom, Amado da Silva, e o administrador responsável por este pelouro, Eduardo Cardadeiro.

O desligamento propriamente dito não durou mais de um minuto, substituindo no equipamento retransmissor o cabo que recebia o sinal do emissor de Monsanto por um outro ligado a um DVD que apenas mostrará durante algumas semanas uma informação sobre o fim do sinal analógico, indicando o número de telefone de apoio onde podem ser obtidas mais informações.

[caption]tdt agualva-cacém[/caption]

Apesar da mudança simbólica, a verdade é que algumas pessoas na zona de Agualva-Cacém podem continuar a receber sinal analógico através do emissor de Monsanto desde que tenham as antenas orientadas nesse sentido e consigam captar o sinal, o que não acontece em todas as freguesias.

Para preparar a mudança já tinham sido realizadas várias sessões de esclarecimento à população e a Anacom conta com a parceria das Juntas de Freguesia, que têm apoiado a distribuição de informação junto da população. Foram também realizadas acções de fiscalização dos estabelecimentos comerciais da zona, que permitiu identificar a disponibilidade de equipamentos conversores, com preços entre os 30 e os 50 euros.

Na semana passada a Anacom tinha divulgado os resultados de um inquérito onde estimava que milhares de famílias podem ser afectadas por esta mudança, já que cerca de 7% da população não tinha equipamentos preparados para receber o sinal digital e 3% ainda não tinha tomado nenhuma medida para a conversão.

Eduardo Cardadeiro adiantou porém ao TeK que a expectativa é que nestas duas últimas semanas as pessoas tenham feito alguma coisa para mudar a situação, embora admita que "existe um risco elevado de que dezenas ou centenas de famílias agora tenham ficado sem os quatro canais de TV". O administrador da Anacom lembra porém que esta não é uma questão dramática já que se pode resolver de forma simples com a compra de um equipamento de sintonização - caso o televisor não esteja já preparado para receber o sinal digital.

[caption]tdt agualva-cacém[/caption]

Em Alenquer a Anacom fez um balanço "muito positivo" na transição realizada. Só uma pessoa foi surpreendida pelo desligar do sinal analógico tendo ligado para a linha de apoio. "As pessoas prepararam-se a empo, o que mostra que a transição pode fazer-se sem sobressaltos desde que os utilizadores façam a sua parte", explica.

"O sinal já está disponível em todo o país e quem quiser pode começar a preparar-se, sintonizando o televisor ou comprando o sintonizador, sem ter de deixar tudo para a última hora", garante.

O administrador da Anacom admite também que ainda é cedo para fazer o balanço do número de pedidos de subsidiação recebidos para compra de equipamentos. Já foram registados mais de uma centena de pedidos mas só daqui a algumas semanas pode ser feita uma contabilização mais correcta, até porque neste momento qualquer pessoa que tenha direito ao apoio já o pode solicitar.

Agualva-Cacém é a segunda zona piloto para a entrada e funcionamento da Televisão Digital Terrestre que irá substituir, a partir de Abril de 2012, o sinal analógico em todo o território nacional. Alenquer estreou a mudança, numa zona mais limitada e com menos habitantes, e este ano também a Nazaré vai desligar o sinal analógico, a 13 de Outubro.

O desligamento do sinal analógico de televisão só afecta quem não usa serviços de televisão por subscrição e ainda recebe TV pela antena. Para essa fatia da população é necessário ter um televisor compatível com as normas que suportam a TDT, ou comprar uma caixa descodificadora para ligar entre a antena e o TV e permitir que o sinal continue a chegar a casa em boas condições. Existem caixas descodificadoras à venda a partir de 30 euros, sendo que há descontos para grupos específicos da população que chegam aos 50% do valor de compra.

A última zona piloto a migrar para a TDT este ano é a Nazaré, com o teste marcado para Outubro. Para o resto do país a televisão digital terrestre instala-se sem alternativa em Abril de 2012.

Nota da Redacção: A notícia foi alterada com mais informação recolhida no local.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.