A ANA - Aeroportos de Portugal assinou hoje um protocolo de cooperação com o Instituto Superior Técnico para realização do planeamento da rede wireless que irá cobrir a maioria dos aeroportos nacionais, quer a nível dos serviços internos, quer nas zonas destinadas aos passageiros.



Recorde-se que a ANA mantinha com a PT Prime um projecto piloto nos aeroportos de Lisboa, Ponta Delgada e Madeira que permitia o acesso dos clientes a uma infra-estrutura Wireless Lan colocada em vários locais dos três aeroportos, devidamente assinalados. O acordo agora assinado com o Centro de Informática do IST visa projectar uma infra-estrutura idêntica nos restantes aeroportos nacionais, que será disponibilizada quer a passageiros, quer aos serviços internos dos aeroportos e das companhias que neles operam (funcionalidade que os projectos pilotos não abarcavam).



Os timings definidos com o IST apontam para que no final do primeiro trimestre o planeamento de infra-estrutura - estudo da componente de dados, da propagação e radiação das ondas electromagnéticas, colocação dos acess points - esteja concluído. "Após a conclusão do site survey o objectivo é dotar de infra-estrutura wireless os principais aeroportos do país", explicou a Tek Paulo Andrade da ANA, responsável pelo projecto.



Na componente dirigida aos passageiros, a ANA está a trabalhar numa plataforma multioperador. Ou seja, a PT que actualmente assegura o serviço em consequência do acordo anteriormente assinado, irá mantê-lo mas a ela juntar-se-ão os restantes operadores interessados. Paulo Andrade explica que está neste momento a ser definida a plataforma a utilizar, ao que se seguirá a escolha do modelo de negócio a seguir. A tarefa deverá estar finalizada no início do próximo ano, altura em que ANA e operadores acertarão ao pormenores finais.



Relativamente à infra-estrutura que actualmente está a ser utilizada nos aeroportos onde já existem hotspots, o responsável explica que o acordo inicial com a PT previa que a ANA controlasse a infra-estrutura fornecida pela operadora, após a fase piloto. A breve prazo a gestora dos aeroportos irá definir se adquire a infra-estrutura à PT, ou compra uma idêntica no mercado.



No âmbito do protocolo, o IST vai colaborar com a ANA na prestação de serviços de consultoria em diversas áreas, nomeadamente na configuração da infra-estrutura de acesso e modelos operacionais de acesso dos operadores de telecomunicações que pretendam utilizar hotspots da rede.



Notícias Relacionadas:

2003-06-17 - PT Prime formaliza acordo para projecto Wi-Fi no Aeroporto de Lisboa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.