Apesar de entrar ontem em vigor a lei que proíbe os operadores de arredondarem em alta os preços dos serviços móveis, a verdade é que nenhum dos players no mercado português implementou a medida.



Tal como o TeK havia noticiado na semana passada, nenhum dos três operadores tem, neste momento, os sistemas adaptados à nova alteração. A este factor junta-se o pedido da Anacom que, como entidade reguladora, diz que necessita de um período para definir de que forma o diploma publicado está relacionado com o sector das telecomunicações.



Ainda no que se refere à lei e às dúvidas que este suscita, o regulador para o mercado das telecomunicações publicou ontem um comunicado onde referia que o diploma "exige, agora, por parte da Anacom, uma adequada definição das soluções necessárias à supervisão da sua aplicação neste sector."



Posto isto, os operadores assumem que vão aguardar uma decisão do organismo, que sairá dentro de 30 dias, para então procederem, ou não, à alteração.



Notícias Relacionadas:

2008-03-27 - Operadores móveis não confirmam nova taxação de chamadas ao segundo

2008-03-28 - APRITEL diz que telecomunicações não são alvo de diploma sobre concorrência desleal

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.